segunda-feira, 25 de maio de 2009

Novo-Milionário


Fiquei sabendo por uma das minhas manicures (calma gente, é que como estou sempre indo de um lado pro outro já tenho manicures certas: na rua da casa do meu namorado, a do Shopping, a do centro, super barateiras e muito boas!!!!), continuando... fiquei sabendo por uma delas que o ganhador da Mega-Sena, felizardo que abocanhou uns milhões há uns dois meses atrás... morava na mesma cidade que eu moro, e seu cunhado é amigo dessa minha manicure, pena que eu não o conhecia...

Diz que ele chegou em casa, ao saber da notícia e já com a conta recheada, fez a seguinte distribuição: a casa, ele doou toda para o vizinho, inclusive com tudo o que tinha dentro já que era o amigo dos churrascos de finais de semana. Fez caridade para o filho do vizinho, doando seu Chevete sabe se lá que ano. Doou R$1000,00 reais para a vizinha "de cima" terminar de fazer o seu "puxado". Para o filho do seu amigo que ia em todos os jogos do Grêmio com ele, foi até um colégio particular e pagou toda a mensalidade desse menino, até o término do colégio. Para a moça do Correio, que toda semana entregava as cartas da sua mãe que mora em São Paulo, ele doou R$5.000 reais, que segundo a manicure, faltava isso para ela terminar de pagar as parcelas do seu JK. Para o frentista do Posto, que ele fazia acordo de pagamentos de gasolina, que segundo a manicure, ele abastecia e pagava sempre uma semana depois, ele comprou uma moto pois uma vez o tal frentista disse que foi moto-boy, se acidentou, perdeu a moto e tudo o que ele queria era voltar a ser moto-boy e deixar de ser frentista.

Feita todas essas caridades... ele se mandou pra algum lugar quer ninguém sabe, exceto a familia, e não pagou a divida que ele tinha com o Mecânico "da esquina"... tendo em vista que esse tal Mecânico sempre dizia que o Chevete estava com problemas e sempre aumentava os valores da "arrumação". Também não pagou o cara da Locadora, pois esse sempre dizia que os Dvd's voltavam arranhados da casa dele. Não pagou a revendedora Avon que a mulher dele sempre comprava, pois essa nunca perdia a oportunidade de encontrar a esposa do novo-milionário na Padaria e dizer na frente de todo mundo que ela devia um Rimel no valor de R$20,00 reais.

Depois de tudo isso, fiquei pensando.

Gentileza gera gentileza. Mau-humor gera mau-humor. Gente ladra (mecânico) gera repúdio. Gente sem noção (revendedora Avon) gera indiferença. Gente chata (locador de DVD) gera um tapa.

Dizem que é só rechear a conta de alguém, pra ver se realmente essa pessoa presta ou manda todo mundo lá pra aquele lugar, que ninguém sabe o caminho, mas todos sabem o seu nome... E realmente, esse novo milionário é a prova disso. Não to dizendo que é bom ser caloteiro, afinal ele fez várias doações a seus amigos e a quem ele achou que merecia e não pagou os seus credores.

Mas vamos combinar que existem "credores" e "credores". Há credores que não perdem a oportunidade de te ver lá "embaixo", de te lembrar da tal divida na frente de todo mundo, até do padeiro... que nem essa... algo totalmente desnecessário... nunca passei por isso, mas deve ser uma situação nada agradável. Há aqueles que adoram dar um golpe... que nem o mecânico. E há aqueles chatos... que nem o locador de DVD... já imaginei até a cena... com a locadora cheia, tu entregando o DVD e o ciclano "Bah, mas tu não cuida dos nossos DVD's, olha isso, tudo arranhado"... te fazendo pagar um mico na frente de quem tu conhece e não conhece.

Não vou entrar no mérito de ser vingativo ou não ser vingativo. Mas adorei o que esse novo milionário fez.
Não tenho nenhum credor, exceto o meu cartão de crédito... que milionária ou não... se não pago, vou para o SPC... arghh... mas fiquei pensando em quem eu ajudaria realmente, tendo como critério somente a amizade ou conhecidos que fazem alguma importancia na minha vida... excluindo os familiares, pois esses temos que ajudar... mesmo que alguns só mereçam R$1,99 mas... enfim, coube somente em uma mão as pessoas que eu ajudaria de fato.

Não sei se usei um critério muito violento... já que vivo cercada de pessoas... mas enfim, coube só em uma mão.

E vcs, passaria de uma mão???

4 comentários:

Mônica disse...

Hahaha, ótima a desse milionário! Por isso é que eu digo que é sempre bom ser legal nessa vida. Vai que essa história de reincarnação é verdade e a gente tem que fazer meia-volta depois, né? Não custa nada já ir fazendo um pé-de-meia, por via das dúvidas.
bjk!

Rê :) disse...

Heheheeh! É verdade!!!!

Bjs

Dessa disse...

Acho que sou maluca porque sempre penso em quem vou tirar da pindaíba caso a prosperidade goste de mim sobremaneira.hahahah
Concordo com o critério do novo milionário para ajudar.
Ótimos textos por aqui

Fernanda disse...

Re vc me inspirou a fazer um joguinho... Tchau vou na loteria e se sair e se eu ganhar alguma coisa eu serei generosa com os que seguem meu blog ok??? beijo!