quinta-feira, 25 de junho de 2009

Vale Sombrio da Solidão




E daí que conheço um fulano que não consegue ficar sozinho.

Que após o término de um namoro de 3 meses, em menos de uma semana já encontrou um outro grande amor. Enquanto a ex, se despedaçava chorando em plena semana de dia dos namorados.

Não vou opinar sobre se ele está certo, se está errado, se é um cafajeste, se não é, se tem medo de amar, se não tem, se brinca com os sentimentos dos outros, se não brinca, se pensa em si próprio, se não pensa, se é mimado, se não é, se é altamente narcizista ou egocentrico, ou nenhum dos dois, se apenas vive a vida conforme o que sente no momento, se não vive... enfim.

O que fiquei pensando é o que a palavra "solidão" ou o pensamento de "agora tô sozinho"... é capaz de fazer com as pessoas, e pior ainda... o que essas pessoas podem fazer a terceiros por causa dessa pequena palavra.

Eu fico pasma com alguns tipos de comportamentos.

Tem aquela pessoa que sabe que não tem ninguém ao seu lado, mas nem por isso resolve andar por aí iludindo corações alheios e pensando somente em si próprio e no seu bem estar "presente".
Tratam de conhecer a si mesmo, de ter e fazer outros planos sozinhos, curtir amigos, curtir a solidão lendo um bom livro, escutando uma boa música, ir ao cinema sozinho (já fiz isso e recomendo), fazer planos e traçar objetivos que não necessitam ter um "par" ao lado.

Sou filha única e nunca reclamei da minha solidão, nunca tive uma tristeza ou mágoa profunda de brincar sozinha, de fazer coisas sozinha, de não ter com quem conversar e escrever diários infinitos, enfim... nunca precisei ter alguém como um alicerce, como um step pra camuflar algum desespero mórbido.

Fico pasma diante de atitudes sem critérios.

E fico mais pasma ainda, porque geralmente pessoas assim mostram uma frieza para quem está ao seu redor, mostram que são pessoas fortes e que sentimentos não os atingem, mostram que são pessoas superiores, quando na verdade são inferiores a própria solidão, porque acabam sendo vítimas dela. Ficam rindo de casais apaixonados, rindo da felicidade alheia, rindo de tudo o que é bonito, quando na verdade, tudo o que mais querem é serem contemplados por isso.

E quando alguma informação desse sentimentalismo dentro desse ser humano aparentemente frio, vaza... coitado de quem está ao redor, pois quem tenta ajudar... se rala. Em outras palavras, tem que ouvir comentários do tipo: "Não gosto que falem de mim".

Certos tipos de hipocrisia me enojam. E essa é uma delas.

4 comentários:

anaono disse...

olá!! obrigada pelo comentário.
também quero eletrodomésticos vintages!! são lindos.
bjos.

Fernanda disse...

Oi re, entao.. me caso em dezembro... E ai em Janeiro já estarei em Montevideo.
me add no orkut depois:

http://www.orkut.com/Main#Profile.aspx?rl=mp&uid=13294943508422369045

se vc tiver, claro..

Dessa disse...

Re,

Eu sou da teoria que "antes só do que mal acompanhada".
Corro de gente que força amizade, amor, carinho.... Não dá

Rê :) disse...

É verdade! ;)