segunda-feira, 20 de julho de 2009

Desabafo I


Sei que ninguém vai entender nada, mas preciso desabafar:

* As vezes a gente sente um misto de sentimentos, dentro e fora de si. O que faz ter a certeza de que o amor anda realmente, lado a lado com o ódio, a raiva e o rancor. Entre os meus pensamentos esparsos... fico pensando que o amor é forte, ao mesmo tempo em que é totalmente frágil com o barulho do vento ou a turbulência momentânea. Seria então o amor frágil? Ou o sentimento que está exposto é tão frágil a ponto de gerar dúvidas na turbulência do momento? Seja qual for o motivo... há palavras a serem ditas e decisões jogadas na mesa. O amor perfeito inexiste? Ou é palpável somente nos sonhos e leituras? Qual é a prioridade? *

7 comentários:

Encosto de Bette Davis: disse...

Menina que desabafo eim! O amor perfeito não existe não, mas é a busca por ele que nós faz vivos...

ahh... sou piriguete menina hauaha cheia de pretendente só os derrotados huahuaha É UM KARMAAA!

A Menina Perdida disse...

neh que desabafo foi esse, confesso que não consegui acompanhar assim perfeitamente,
mas digo-lhe o amor perfeito não existe não, e tambem nem seria bom se o existisse, afinal é aquela historia tudo muito doce injoa, então eh sempre bom ter umas turbulencias e tal, para mostrar o qto o sentimento é forte para resistir a essas coisas. Ou se não resistir para mostrar que é sempre bom buscar uma melhora. ^^
Não sei o q lhe causou essas confusões sentimentais mas espero sinceramente que passe...

Desabafando disse...

eu tb não consegui entender muita coisa...mas procure organizar sua cabeça e tentar entender o que está sentindo! Organizar a casa mental ajuda a resolver muitos problemas de uma vez, sem que percebamos.
Feliz dia do amigo!
Espero que esteja bem!

Dani disse...

Esse amor tão idealizado..prá mim é ficção.
Somos humanos e podemos pisar na bola.
Eu pelo menos acredito nisso.
Existe sim..mas não tão absolutamente ideal..
beijo

Faxina

Luna Sanchez disse...

Vou dar meu pitaco, Rê : perfeição não é coisa que combine com seres humanos, em nenhum aspecto, nem teórico nem prático. Eu não caio na armadilha da idealização, ainda bem.

E outra : ódio, rancor, mágoa, são "variantes" do amor. O contrário do amor é a indiferença, como diz Martha Medeiros.

Boa sorte com as decisões a tomar.

Beijo,

ℓυηα

DESASSOSSEGADA disse...

Tambem nao entendi muita coisa mas tudo na vida pasa flor bjos

DESASSOSSEGADA disse...

passa meu S falhou kkkkkkkkkk