sexta-feira, 3 de julho de 2009

Pressentimentos



Minha casa foi assaltada, há uns 3 meses mais ou menos.

Ontem minha mãe ficou sabendo pelo vizinho, que nesta terça, tentaram entrar novamente. Colocamos alarme em tudo, e segundo ele, um carro parou na frente de casa e então ele chamou aqueles motoqueiros que ficam pra lá e pra cá pelos bairros, tipo um “segurança”. Enfim, os mesmos ladrões não conseguiram entrar na minha casa.

Desde que houve esse assalto (não havia ninguém em casa, graças a Deus), o meu maior medo é na hora de voltar pra casa a noite. E eu fico com um pressentimento horrível quando meu pai volta pra casa. Um desespero abafado, aquela ânsia de coração saltitando que não consigo colocar pra fora. Nunca falei isso pra ninguém.


Meu pai sempre chega tarde em casa, e morro de medo que alguma coisa aconteça com ele, tipo ele chegando em casa, acionando o controle do portão, esperar abrir e de repente chegar um filha da p**** de um assaltante e fazer algum desastre.


Morro de medo. E desde que houve esse assalto, fico sempre tomada por esses pressentimentos ruins. Como se Murphy me odiasse a ponto de acontecer alguma tragédia dessas na minha vida.


Meu pai tem 59 anos. Pra mim meu pai é tudo, assim como minha mãe. O problema é que geralmente os homens se acham auto-suficientes, como se nada fosse acontecer com eles. Esse é meu maior medo. Ele diz pra eu ficar tranqüila e tal, digo que estou, mas na realidade basta eu parar por um segundo e os meus pensamentos se jogam pra um pessimismo sem fim.



Fico pressentindo que um belo dia chegarei em casa e meu quarto vai estar um inferno, todo revirado, sem minhas coisas, sem nada. E também fico pensando que esses filho da p**** podem querer entrar na minha casa na hora que meu pai chegar, esperando ele abrir o portão eletrônico.
É um medo sem fim. E espero que isso passe logo, porque um dia esses pressentimentos e essa ansiedade ainda me matam.


Sei que não é um post nada bonito, mas não fiz esse Blog pra contar apenas meus deboches e coisas lindas da vida.


Pronto, desabafei.

5 comentários:

Dri Viaro disse...

Hoje é meu último dia de trabalho,estou saindo de férias, por isso estou passando apressada pra te desejar um fds abençoado.

bjs

Uiara Santos disse...

Que deus abençõe vcs, tire esse peso do seu coração e que essas coisas não voltem mais a acontecer.
Obrigada pela visita e bom findi !

pequena disse...

Ai amiga entendo a sua aflição, mas não fica tridte assim não, pensamento positivo e fé em Deus! rs

bjos flor e bom fim de semana!

Desabafando disse...

Que sentimento ruim né? Te entendo perfeitamente, mas o que posso dizer? Tem que rezar, pedir proteção a Deus. Tb detesto essa auto suficiência dos homens, meu pai é igual...mas ele tb é meio medroso pra algumas coisas...não tem como deixar o guardinha da moto de alerta toda noite? No horário que seu pai chega? Aí talvez vc fique mais tranquila!

Fernanda disse...

EU também tenho mais medo de que assaltem meu pai do que eu vc acredita??? Acho que é porque meu pai sempre da uma de machao e tenho medo da reacao no momento...