quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Viver a Realidade


Então que começou a nova novela das 20h, ou seja: 21h. Confesso que não vi ainda um capítulo inteiro, ontem que parei pra ver a cena do tal casamento da negra com o branco.

Realmente, apesar de achar D+ todas aquelas reportagens sobre a primeira protagonista negra, o avanço da raça negra, o racismo que impera, e etc e etc... é lindo e um avanço uma protagonista negra, mas eu ainda acho que o fato da Aline Moraes ter um acidente e virar paraplégica ou paralitica vai ofuscar todo esse brilho negro. Porque não adianta... as pessoas fazem as coisas pensando na evolução da humanidade, fazem um alvoroço tremendo e depois no meio da notícia sublime e dos parabéns acontece alguma coisa que ofusca todo o brilho conquistado. Só quero ver se ela vai continuar como protagonista até o final da novela e aparecendo em quase todas as cenas com seus problemas, vida rica, jantarzinhos, café da manhã com imensas jarras de suco de laranja, vida de casada com o branquelo sessentão ou vai acontecer que nem o personagem do Marcio Garcia e da feia Juliana Paes que perdeu todo o encanto e historia do inicio da novela.

As novelas desse autor (vulgo: Maneco) realmente são as que mais retratam a vida cotidiana, apesar da classe média ser mais rica que a vida real, o pobre mais afortunado que o pobre da realidade e o milionário então... nem se fala... parece que o núcleo milionáro da novela veio direto de algum país de primeiro mundo.

Sem contar aqueles cafés da manhã inexplicáveis... "noção" é algo que inexiste nesse momento. Umas jarras gigantescas de suco de laranja, buffet de frutas, pães dos mais variados tipos, mesa farta e gente farta de riqueza e com anéis do tamanho da mão.

Esses dias li numa revista de fofoca, daquelas de 1,99 que já tem mulherio mandando e-mails pra produção da novela querendo saber que correntinhas são aquelas que as atrizes estão usando (vcs já perceberam que elas usam mais de uma correntinha?) e que a médica morena-japa que agora não me lembro o nome, é auge de pedidos por causa daquela correntinha com cordão de couro, querem saber até o batom da Aline Moraes... enfim... mulherio sem identidade mesmo.

Nada contra a quem quer imitar a tendência de ter várias correntinhas penduradas no pescoço, mas acontece que já faço isso há anos luz porque sou exagerada mesmo e não tenho poder de escolha, porque sempre quero sair com os dois pingentes que meu pai me deu: um de 15 anos e outro quando fiz 18.

Quanto ao cordão de couro, não precisa alguém te dizer que basta ir na loja da esquina e tu vai encontrar um cordão de couro e depois tu escolhe um pingente e coloca ali naquele cordão e sinta-se feliz.

Now, mandar e-mail, perguntar mil coisas, pra depois a produção te responder que o pingente é da loja tal que a Sandy mandou fazer as alianças, que o cordão de couro é de couro da cobra em extinção, que o batom custa mais de 100 reais... é pedir pra ser ridicula e entrar em depressão.

O pessoal acha que novela é vida real. Que os personagens são seus amigos temporários durante o periodo em que perdura a novela, querem se vestir e falar igual. Eu não aguentava mais aquele mulherio sem noção falando: "hare baba", "tic-tic", "baguanqueliê" pra qualquer coisa!

Não vou dizer que não gosto de novela, até gosto, ainda mais essas do Manoel Carlos que tem musiquinhas legais e etc, mas novela é ficção, é algo fora da realidade, ou seja, novela é pra ver quando não se tem nada mais construtivo a fazer dentro ou fora de casa. Aí sim, é momento de olhar novela sem esquecer que somos pessoas com cérebros e que eles tem poder de criticar, opinar, avaliar e entender o que estamos assistindo. E não simplesmente olhar a novela e sair imitando caras e bocas da Aline Moraes, se encher de corentinhas e se achar uma médica chique, helloowwwww... o pessoal olha a novela e esquece aonde está pisando: "na chóm" e não num "red carpet".




44 comentários:

Marcinha disse...

Olá Rê

Ai amiga... ,concordo com voçê , eu tenho um péssimo hábito (puro costume mesmo) depois do jantar sento em frente a tv e vejo passar pelos meus olhos as tal novelinhas das 8 que agora já virou das 9 né?
E olha amiga, tenho tv a cabo e assito os seriados , mas chega a hora da maldita novela lá estou eu assitindo a mesma palhaçada de sempre...rsrsrsrrsrsrsr.
Essa viver a vida é o puro desfile da medíocridade , misturada com a total falta de realidade do povo brasileiro...
É um vidão , todo mundo chique , de bem com a vida , morando na parte nobre do Rio e desfrutando das belezas que diga-se é para poucos em Búzios afff
Sei lá amiga.. essa Tais Araújo, também não sei não , até onde vai ser o papel de mocinha protagonista da novelinha perfeita ...
Enfim assisto só prá falar mal depois kakakakaka
adorei o post amiga

beijos

Olhos e pensamentos disse...

PERFEITOOOOOO...tb nao aguentava mais tanto TIC e Hare baba...dá no saco, pra mim novela é motivo de Stress, ontem vendo a meleca do tal casamento fiquei achando que ia acontecer alguma coisa o tempo todo, que ia acabar com o casamento...e outra coisa tem q mesmo nada melhor pra fazer pra ficar se estressando, tudo demora acontecer, o obvio nunca é óbvio e as pessoas repetem tudo o q ve e ouvem, um bando de papagaios...ah não gosto

Felicia disse...

Ah, pois é, aí é que está. A maioria se esquece que novela é uma obra de FICÇÃO! E sinceramente acho que até os autores se esqueceram, pois no meio de tanta utopia querem discutir problemas do cotidiano, da vida real, que não é o que tá ali na novela. E aí começam as discussões, confrontos e até insultos ao autor e a emissora.
Muitas pessoas se transportam para a novela e acham que o que está ali deve estar na sua vida real, dura e sofrida desse nosso país.
Leia a coluna da Martha Medeiros de hoje (eu não curto ela, mas hj ela fala algo concordante)sobre a questão da raça na novela.
Eu gosto das novelas do Manoel Carlos para lembrar do RJ, dá uma saudades !!!
Do resto, é olhar quando tá a fim e aguentar José Mayer conquistador em momento relâmpago ou então, virar as costas e fazer outra coisa.

haphisa disse...

realmente, o povo se supera, que merda de cordão de couro é esse, que a medica japa (q nunca tem familia nas novelas) ta usando??
Povo sem noçao que não tem o q fazer... aff

Gabriela Castro disse...

Há muito tempo não tenho tido tempo para assistir novela, mas as do Manoel Carlos sempre abordam alguns assuntos polêmicos de uma forma boa.

Isso de imitar os acessórios, o cabelo, a roupa das atrizes e os bordões muitas vezes passam dos limites.

Parabéns pelos selos que você ganhou. São merecidíssimos.
beijos

Juliano disse...

Sempre né Rê.!

Tipo o povo em si é totalmente manipulavel, e não é somente por novelas, é por qualquer veiculo de comunicação. Acho isso ridiculo.

Beijooooos Rê!

MULHER BÁSICA disse...

hauahuahuahuahuahuahuahuahuahuauahuahuahuahuaha...tô agonizando aki...rsrs... AS JARRAS DE SUCO DE LARANJA foram o augeeeee...hauhauahuahuahuahauahuahuahauhauaa... eu até vi uns 3 capítulos dessa novela, mas ela me encheu tanto de realidade q desisti...prefiro ler meus livros e ouvir minhas músicas msm... espero q a Taís Araujo continue com aquele cabelo bafônico até o fim da novela e só...

PS: ainda bem q o Manuel Carlos saiu um pouco do Leblon, pq um bairro tão pequeno e com renda per capita lá no alto não merece tanto ibope assim...rsrs
Bjão

Elen disse...

ahahhahahaahhahah

dorei o modo como falou....

tanta coisa mais util pra se perguntar do que esses....

abraços cheirosos

La Sorcière disse...

Querida, faz um tempão que não assisto mais novelas....é lógico que esta atitude me faz falta na hora que estou no cabeleireiro (é o assunto oficial para se conversar com uma manicure!)mas no dia-a-dia, nem lembro de novelas.
Concordo com vc quando diz que essa mulherada não tem personalidade. Triste, né?
Bj

Débora disse...

É por estas e por outras que, desta vez, não vou acompanhar a novela.
São coisas meio que "surreais" demais pra minha pobre rica vida!

Bjs

A Menina Perdida disse...

bem novela não é comigo ainda mais das 20h (21h) essas horas estou no decimo sono... Mas é muito ruim com qualquer personagem quando se perde o brilho de protagonista no decorrer da novela... e no caso o fato da protagonista ser a a primeira negra não muda em nada, se ela for capaz de esecer essa papel direito parabens.

Luna Sanchez disse...

Rê,

Não assisto novela, não tenho nem tempo, por causa da aula. Aos sábados, quando não saio, até assisto, mas novela no início é tão chatinha, né? =\

Agora, é fato que as modinhas pegam.

"Tic".

Ehehehehehe

Beijos de quarta.

ℓυηα

Lelli Ramz disse...

Ol´querid.a..

apesar de amar a arte da interpretação... não suporto novelA!


bjinhus, novelas e autores

Lelli

Milena' disse...

acho que o número de gente sem-noção já diminuiu um pouco, mas nada demais, ainda tem muito sem-noção nesse mundo. Não acho que essa novela pega que nem a anterior, o pessoal ainda vai ficar muito tempo falando 'are baba' pra tudo, pode apostar, rsrsrsrsrs

:*

Ana Carolina disse...

Eu particularmente não gosto das novelas do Manoel Carlos. Td mundo é rico pô, o Zé Mayer tem até mordomo...ele tem um helicoptero =/ e td moram no Leblon, um dos bairros mais caros do RJ...
=/

***MissUniversoPróprio*** disse...

Hahaha é verdade, é verdade...só basta aparecer numa novela e, em menos de uma semana, tá todo mundo usando. Eu já disse que se aparecer numa novela a moda de cortar uma perna e sair mancando, o povo corta!

Nam, é demais pra meu pobre juízo que não aguenta televisão.

;)

Querida, obrigada pela visita e pelo selinho, viu? E desculpe a demora em vir aqui responder, minha vida tá meio de pernas pro ar...tanto que ainda não tive tempo (e forças!!) pra atualizar o blog.

Besos!! ;)

Tah Villaescusa disse...

Deteeeeeeesto essa coisa de modinha de novela ! É tão sem noção !
Poxa que tal ser você ao invéz de copiar a novelaa ?? :D

Beijiiiinhos

Paula disse...

hauahuahauhauhau
Nossa, adorei seu texto.
MESMO!!
Reflete exatamente como eu me sinto em relação à novelas (embora seriados ocupem o mesmo papel na minha vida, quero crer que eu não pertenço ao CSI..rs), me diverti muito!
Beijos!!

cronicasurbanas disse...

O que, a novela da Índia já acabou? Mas nem deu tempo de assistir... :-)

Pra você ter uma ideia, a última novela que eu dei conta de seguir foi aquela que tinha a Odete Roitman de vilã. Sei lá quando foi, 88, 89? Por aí. De lá pra cá, não vi mais nada. E não consigo achar a menor graça nesse José Mayer...

pequena disse...

Concordo plenamente amiga rsss
e vi algumas coisas dessa novela e acho que ela é mesmo muito morninha... gostei não rs

bjocas flor linda e brigada pelos parabéns rsss

xerim e boa noite!

Fala garoto, fala garota. disse...

A vida pra beber champagne num iate - e trabalhar nas horas vagas. Tudo tão longe!

Nine disse...

Rê, querida, passei pra te dar um oizinho... o cansaço não tá permitindo raciocínio, mas gostei to assunto do post, amanhã volto pra comentar com conhecimento de causa... ahahhaha!!!

Besitos.

Mônica disse...

Ah... a moda das correntinhas já tava rolando... eu já tinha comprado uma de lacinho, que eu usava com uma estrelinha e uma cruzinha...hahaha Mas, ninguém vai me impedir de comprar a chavezinha da Alinne Moraes ( e não precisa ser na loja que a Sandy comprou as alianças, pode ser na 25 de março, esqueceu que os camelôs tem sempre uma versão baratinha para as modas de novela?!hauauahaua).rsrsr

Apesar de concordar que nas novelas do Maneco, a vida é mais bonita que na realidade eu gosto muito. Acho que li muito as princesas na infância, gosto de sonhar.hehehehe

E o meu dia-a-dia costuma ser muuuuito chato, em meio a planilha e números e este é o meu momento Pasárgada!

Beijosssss

fashioncroquis disse...

Olá! Tudo bem?
Eu sou a Patrícia do Fashion Croquis!
Vim te convidar para participar de uma
promoção no meu blog, é um sorteio de
uma blusinha super bacana! Vai lá e
participa! ;)

Beeeijos :*

Eu sou o GOOGLE disse...

Rê, como diz a Pitty: o importante é ser você, mesmo que seja estranho, bizarro!!! Mas eu, como uma pessoa que não assito televisão, odeio mesmo, nem ligo a tv, te digo, depois de alguns anos de abstinência, fica mais fácil pensar por conta própria. Eu prefiro mil vezes ler e estudar, ver um filme nas cobertinhas, do que ficar vendo TV. As novelas então...ai eu sento e paro , dois minutos eu já to estragando a vida da pessoa q gosta, dizendo: ai que ridiculo, como se isso fosse acontecer...e ja teço toda uma teoria porque a cena e ridicula. Eu acho que um dos grandes motivos da depressão não genética, é a confusão da vida real om a vida de ficção que ali se apresenta. E mesmo pessoas brilhantes se confundem as vezes, até ao almejar tanto sucesso e poder. Eu não curto novelas, não vejo nenhuma, vejo so o ultimo capitulo, dali já sei de td, porque tem mil mini-flashbacks, e a ridicularidade demisntra o quanto foi toda novela uma piada, dai posso entrar nas rodinhas de debate, hahahaha.
Bjão

Desabafando disse...

kkkkkkkkkk....adorei....adoro tudo que vc escreve pq me identifico demais com seu pensamento...rsrsrs...não vi a novela...não assisto mais...ontem mesmo estava falando sobre isso na yoga...falaram lá que a mocinha já casou...é sinal que vai separar no meio da novela pra casar novamente no fim....pq novela mesmo, é irreal né? e sempre tem que acabar com casamento na última semana...se começou com casamento...vai ter separa;cão no meio....rsrsrs

Flavih Jones disse...

Realmente essa de imitar celebridades não está com nada.
Tem pessoas que não tem pessonalidade propria. Fazer o q neh?

Beijo

Nicole Bernardes disse...

Aiiii eu bem tentei ver essa novela,mas não está me descendo de jeito nenhum...desisti! Estão forçando a barra demais!
Que saudades do Hare Baba hahaha!
bjokas flor...arrasou no texto como sempre!

***MissUniversoPróprio*** disse...

Olá, querida! Pois é, eu sei, toda profissão tem osso e filé, né? Mas é verdade, a sorte é que podemos usar o blog pra matar o cliente virtualmente e sem que ele saiba! kkkkk

=***** beijinhos e ótimo fds pra ti!

Blue disse...

Novelas fazem a cabeça da maioria do povo.
Mas estou fora disso, mas sou povo também...

Beijos

Carol Dornelles disse...

Oiiie!
Tem selinho para vc lá no blog!

;)

Sà-lamandra disse...

A TV é que nem cinema de pobre, vai sempre vender a ilusão, porque ilusão, projeção, belea, sedução é o que dá ibope, faz o povo sentar e ligar tv, aliás, tem gente que acorda e liga a TV, é quase uma companhira doméstica e é pra isso se abre uma emissora, ganhar dinheiro. Junto vem o lado mais idealista e também chavecão da vulga cultura nacional, educação ambiental, pouquíssimo espaço porque o Governo não se interessa e ter seu espaço para educar sua nação. Se educar, vira cidadão e começam a deixar de votar, de imitar moda do comercial, da novela.

Faz parte da vida da gente ter tempo pra ver novela, ler gibi mesmo quarentão, comer pipoca vendo seriado besteirol no cabo, isso é o lado inútil pra relaxar. Vai lá que raras de nós, seres pensantes, vai ficar mirando pulserinha no pulso da atriz. Mas a maioria o faz porque é nesse mundo que a maioria deseja entrar, já que a janela da tv num abre espaço, eles copiam o que podem, para sentirem-se parte dessa pelbe, ser mais íntimo fica mais fácil sendo mais igual.

Quanto a uma atriz protagonista negra, não é a primeira e mesmo que a maioria seja racista e meio que olhe enviesada para a questão contrastante de mulher - negra - rica - famosa - inteligente e ainda casada com um homem mais velho e apaixonado. Hahahah é isso mesmo que o Maneco quer, fazer todo mundo se colar, pensar e repensar no que vai dar, torcer contra e a favor. Acho que Aline Moraes é ótima atriz, ainda mais dramática, se vai acontecer essa tragédia toda, será maravilhoso vê-la atuar, e não vejo que o dramalhão ofusque a negritude da protagonista, ate porque não dá pra comparar com a última novela, onde o Marcio Garcia não tinha cacife de interpretação, ele acabou com o casal protagonista e também o jovem ator que veio a ser marido da da bela, que sem querer querendo, explodiu em charme, sensualidade, e aí, novela num é obra fechada por isso, foi lá a autora e mudou o caminho das ìndias pra agradar o público e o povo ir dormir depois da novela com um sorriso na cara de satisfação.

Tudo sempre tem os dois lados, e aprendemos com os dois, negar um deles, como muitas vezes a tv e o cinema fazem, é mutilar os dois lados da vida, fantasia e realidade.
Beijos

Eu sou o GOOGLE disse...

ai Rê, assim vais me deixar vaidosa. Na verdade eu já sou, tu só ta metendo pilha. hehehehe. Eu amo ler o teu também, ele me diverte muito, eu adoro pessoas divertidas, e tua narrativa é inconfundível e única, diferente de tudo!! Tipo os acordes das guitarras do Eddie Van Hallen, tu sempre sabe que é ele. Se me dessem um texto teu para ler, sem autor, eu diria: é da Rê.
bjs
postei a mesma resposta lá no blog, mas queria te mimar um pouco...hehehehe, bjs

Leite disse...

boaa! também compartilho dessa descordancia para com o envolvimento da galera com essas novelas, eu não assisto, até porque não tenho tempo, mas houve uma epoca em que eu assistia e eu odiava assistir com minha mãe, porque ela dessas que juram que aquilo é realidade, que falam dos personagens como se de fato eles existissem e das circunstancias como se de fato elas acontecessem, da vontade de bater na portinha e dizer: MANHÊ! acorda!!! isso é ficção: no real! encenação! juliana paes é brasileiraaaa!!!!!!

meus instantes e momentos disse...

gostei daqui, muito.
Tenha um feliz final de semana.
Maurizio

Milena' disse...

Fui ver a novela ontem e reparei nas tais correntinhas da Aline Morais. Até que são bonitinhas, vai. Só não tem nada a ver comigo, hauahauahauahua.

:*

Cristal - a louca. disse...

Carammmm, adorei o post.

Sem falar que o que deve ter de criancinha batizada de "Are baba namastê" num tá no gibi.

enfim, novela é uma bosta.

Beijundas ^^

Renata disse...

oi Rê!!
Deixei selinho para você.
beijos

Gerundino disse...

Nossa véio.. vinha lendo o blog a uma cara, mas nunca achava a brexinha pra começar a comentar, mas esse post foi tudo, hahaha.

Eu não aguentava mais aquele mulherio sem noção falando: "hare baba"

Pow.. isso enchia o saco, mas tudo caminha para o fim da novela e o inicio do povo a adorar séries, o problema é q a falta de personalidade impera e logo todo mundo vai estar imitando o jeito de ser dos personagens de séries americanas.

Roberta disse...

As pessoas exageram demais, porém devemos levar em conta que as novelas são uma das poucas distrações que milhares de indivíduos tem para fugir da vida difícil que levam, óbvio que não deveria ser de tal forma pois estamos cansados de decorar tudo o que o governo deveria fazer e não faz. O que falta nas pessoas é consciência. Existem aqueles que podem optar e mesmo assim se deixam levar por tais modas isso de fato é deprimente, mas como no Brasil não podemos generalizar com seus "n" problemas, tais mulheres que seguem o padrão made in globo tornam-se extremamente fúteis perante aos que não possuem dinheiro para o pão ou um pouco de noção!

Michele disse...

Oiee...
Tem um selinho para vc lá no meu blog.
Um bj. e uma ótima semana.

meus instantes e momentos disse...

passando para te desejar uma ótima semana.
Apareça.É bom ver vc por lá.
Maurizio

Desabafando disse...

Tem selinho pra vc lá no blog....sei que vc não gosta de postar...mas tá presenteada..rsrsrsrs...boa semana

Barbarella disse...

hauhauahuahauhauhau
Rê somos gemeas....hauahuahau
Tem coisa mais ridícula do que imitar moda e linguajar de novelinha da emissora carioca???
O pior é que eles enfiam isso guela abaixo do povo...Terrivel!!! Vergonha alheia viu...
As vezes vejo a novela, mas é tudo tão fantasioso, a história tão clichê... ( é lógico que a namorada iria trocar de gemeo, é lógico que a perua largada iria morrer de ciume do velho lobo, casado com uma modelo, da idade da filha e negra...O-B-V-I-0!!!)que largo de mão...vou ler ou ouvir musica que é bem melhor....
Querida, vou postar os selinhos lá no blog..tks!