domingo, 4 de outubro de 2009

Efeito Borboleta


Porque o ser humano é tão complexo a ponto de guardar a sete chaves sentimentos do passado. E dependendo de algumas situações, eles simplesmente se libertam sem pedir qualquer autorização de seu dono. Porque tem coisas que a gente prefere não pensar e muito menos sentir. Há fatos do passado que preferimos nos abster de qualquer julgamento.

Por um instante eu quis (ou quiz?) ser o protagonista de Efeito Borboleta pra tentar tudo de novo. Quem sabe se eu tivesse sido menos corajosa, menos ambiciosa, menos curiosa, com pouca sede pelo novo. Quem sabe eu tivesse apostado mais, levado mais fé no relacionamento que havia. Se eu tivesse ido mal na entrevista, eu não teria conseguido o estágio no BB. Quem sabe se eu não fosse tão crítica com a pessoa do meu lado.

Esqueço de tudo muito fácil, não me lembro de detalhes, talvez seja uma excelente forma de auto-defesa de lembranças totalmente doloridas. O que mais me lembro é das coisas boas e da pessoa que eu era: uma raridade.

Eu poderia ter tido um pingo de consideração
e não ter magoado tanto uma pessoa. Eu não poderia ter sido tão ruim e possessiva. Eu poderia ter sido menos cega, menos emotiva e mais racional. O saldo é a cicatriz, que de mim nunca irá sair. Eu poderia ter pulado a etapa "juventude transviada sem noção" e ter sido mais madura.

Eu poderia ter tentado, ter aproveitado a chance dada há alguns anos e quem sabe sábado, a foto teria saido completa. Sem o clima de saia-justa, de tensão, de desviar olhares, de desviar caminhos, de olhar pelo canto do olho mas no fundo querendo enlouquecidamente um abraço daqueles de urso, um olhar do tipo "olho no olho", uma conversa, uma troca de palavras. Porque sábado eu queria trucidar a palavra saudade do dicionário, porque ela dói, ela cutuca, ela sabe marcar presença nos momentos mais impróprios da nossa vida.

É uma lista interminável de "quem sabe", "e se..." que de nada ajuda.



12 comentários:

@philipsouza disse...

Com certeza ne Re o ser humano é muito fechado a esse sentido....com medo de nao tentar fazer que perdemos a essencia....

bjossss otima semana

Fernanda disse...

Ele sabe seu telefone e endereço né??? e o blog ele sabe??? porque se ele souber ele pode vir aqui, ler isso e a carapúça servir que o que está escrito é pra ele....

Clau disse...

Rê, eu tb tenho como defesa a arte do "esquecimento". Acho menos sofrido do que ficar lembrando e relembrando de tudo. Pára com os E SE, QUEM SABE...Deu frio na barriga, borboletas borboletando forte? Sente isso tudo com a máxima intensidade, aproveita a situação e depois de tudo, joga de novo na gaveta do esquecimento.
Hoje vc é outra pessoa, com outras experiências e com um novo futuro!

Bjsssss
Clau
Uai é Uai...Uai!

Desabafando disse...

Todo mundo tem seus "e se eu tivesse feito isso" ou "quem sabe tudo poderia ter sido diferente" não é verdade? Aliás, vc me acompanha, sabe algumas histórias minhas nesse sentido.

Infelizmente não podemos voltar no tempo pra consertar as coisas ou agir de forma diferente, só podemos aprender a não cometer os mesmos erros e seguir adiante. Se isso te faz tão mal assim porque você não tenta conversar com essa pessoa? E tente resolver essa situaçãp pendente. Sabe porque? Porque simplesmente não vale a pena a gente carregar tanta coisa dentro de nós. Concordo com a parte que a gente prefere não pensar e não sentir...mas se isso está vindo a tona, mais cedo ou mais tarde exigirá solução, exigirá que vc olhe pro problema e busque mais leveza pra sua vida.

Porque eu te digo tudo isso? Porque passei boa parte dos meus 27 anos carregando nas costas muito entulho, muita coisa....e a partir do momento que comecei a resolver essas coisas, fui ficando mais leve e mais em paz comigo mesma. Vai ser difícil? Sim, talvez! Mas vc saberá que fez sua parte nisso pra tentar resolver. Se o outro não aceitar, será problema dele, não mais seu. Eu acho que vc está certa quando se refere ao medo...porque quando gostamos de alguém e nos ferimos, passamos a ter medo...não necessariamente por raiva, mas por gostar e não querer gostar pra não se ferir.

Eu acho que vc poderia dar um passo nessa reaproximação. Desculpa me meter a das conselhos...rsrsrs...não me leve a mal.

Anônimo disse...

Ei, vc não tem namorado? Se ele ler isso do seu passado ele vai virar passado tbém doida....

Desabafando disse...

Como tem gente ruim nesse mundo né? Fico indignada!
E eu concordo com seu namorado...resolva sim isso antes que vire um câncer...rsrsrsrs....pq muitos canceres (é assim o plural??? rsrsrs...) são causados por mágoas e remorsos acumulados. Cada órgão acumula um tipo de sentimento sabia?

Eu costumo sofrer de gastrite e meu médico homeopata diz que é por eu engolir sapos demais...é raiva acumulada...rsrsrsrs...e ele tem razão!

Resolva isso, nunca é tarde pra mudar e ser feliz! Qualquer coisa conte comigo! Estou torcendo pra que vc tenha a coragem e a força suficiente pra encarar essa!

Elen disse...

Que parte perdi?!?! Não entendi...

abraços cheirosos e ótima semana

Rachel Chagas disse...

Uai, voce apagou a postagem do "passado"? Eu li e foi bom ver que não estou sozinha... passado, é passado, mas não adianta, quando algo é importante, e não falo só de relacionamento amoroso, é dificil simplesmente fingir que nao aconteceu.
E se ficar pensando no que vao falar, ou pensar de voce, vai ser perda de tempo. APENAS ignore, pois que taque a primeira pedra, aquele que for perfeito.
:P
Amei a sua postagem, bom saber que seu namorado entende, por que eu não tive a mesma sorte.

Madame Mim disse...

Oi Linda.
Nem liga pra gente sem noção que comenta como anônimo pra ofender. Povinho que não tem o que fazer mesmo.
Pense assim: "se tenho gente anônima que se dá ao trabalho de vir encher meu saquinho, é pq meu blog tá famoso. Virei uma blogstar"...:)

bjos!

ps- meus ex- (Habib e Banana Man)não sabem do meu blog...por isso posso falar mal deles.
Sou má, fazer o quê...;)

ótima semana pra vc.

Madame Mim disse...

E, se tu lembra bem do filme Buttefly Effect, tu sabe que o passado mudado não desembocaria exatamente em um futuro que a gente imagina que seria melhor.
Ninguém sabe.
Keep Walking...:)
bjos

Luna Sanchez disse...

E eu lembro de tudo, minha memória me espanta! Quando lembro de uma situação, sinto até o cheiro e a temperatura de quando aconteceu...dá medo. ¬¬

Beijos, moça. Boa semana.

ℓυηα

Gerundino disse...

Viver com a cabeça no passado é uma porcaria.. Vivo assim constantemente, já me arrependi de tanta coisa que as vezes chega a dar uma vontade de me xingar por ter feito tanta coisa errada.... a tah.. eu já vivo me xingando, deixa queto então.