quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Antes de Partir? Não trabalhamos.

Chega a ser assustador a quantidade de autores que tem a certeza absoluta de que todos nós vamos morrer e fazem disso uma vendagem coletiva de livros obrigatórios pra nós, que morremos aos poucos todo dia.

Começou com uma simples listagem dos 100 lugares que devemos conhecer antes de morrer, now... há livros com  lista de mil coisas que devem ser feitas antes que a morte acabe com a nossa vida... é lugares pra conhecer, é livros pra ler, é comida pra comer, é filmes pra ver, músicas obrigatórias... enfim...

Semanas atrás encerrou a Feira do Livro aqui em Porto Alegre e em uma banca, peguei um pra dar uma "bizoiada". Confesso que nunca simpatizei com esses livros, primeiro porque parecem livros pra doentes terminais (e eu como hipocondriaca, fujo desse tipo de leitura agonizante e vendável), segundo porque tu pega o livro, dá umas viradas de páginas e simplesmente a angústia começa a imperar na tua patética vida até então.

Tenho que comer  surubim-pintadopequi, pituformiga saúva. Oi??? Tenho que ir pra um chalé com vista para o Kilimanjaro, ficar em um hotel em Galápagos ou pelo Vikingskiphuset; mergulhar com tubarões nas Bahamas!!! Ainda tenho que escalar uma montanha, assistir um desfile em Milão, visitar um vulcão ativo, dirigir uma Ferrari e uma Harley Davidson, MEU DEUS, sinceramente, não vai dar tempo... a não ser que o Edward Cullen (Crespusculo-Lua-Nova) me torne uma vampira-imortal e eu consiga um amigo rico que nem no filme Antes de Partir (clica aqui)!!!!

Quem vai me patrocinar? Acho que vou começar a mandar e-mails pras grandes fábricas e empresas pedindo um patrocinio que nem a Familia Schurmann (clica aqui) fez pra dar a volta ao mundo e criar os filhos dentro de um barco! Vou conseguir um emprego que me dê tantas férias ao ano pra eu conseguir ter tempo de fazer toda a minha lista antes de morrer? E os meus estudos? E namorado? Comofaz???????


É angustiante e espantoso, ao mesmo tempo, a gente ler algo que é quase certo que não vamos conseguir fazer porque o tempo de vida e o banco central não nos permite.

Acho que esse tipo de livro é típico pra substituir a velha frase dentro do elevador "será que chove hoje?", ou seja, a próxima vez que tu encontrar aquele semi-conhecido (o tio da vizinha, o dono da padaria, o colêga chato, a namorada gorda de um tio de 3ª grau) já sai perguntando: "e aí, já comeu um baiacu venenoso?".






28 comentários:

Ana disse...

Quer saber o q eu acho?
É TÃO mais difícil listar coisas como: dizer aos seus pais q os ama e q naquele dia aos 4 anos de idade eles te magoaram; pedir desculpas àquele coleguinha q nunca mais olhou na sua cara e vc fez chorar; Dizer pra aquele babaca q falou q vc era feia q ele era cego demais pra entender sua beleza...enfim....existem milhares de coisas q estão ao nosso alcance e fazem muito mais diferença do que missões gastronômicas ou geográficas!
E, esse povo q escreve livro assim é pq tentam desesperadamente fazer peripécias e estripolias pra preencher o vazio q fica por não conseguirem fazer as coisas mais simples.
Dizer eu te amo de verdade verdadeira vale bem mais q ir a Paris!!!!!
beijo enorme

Tay'' disse...

Karamba vey, se eu fosse fazer tudo que eu tenho vontade, mas o que o livro cita, teria que começar hoje, agora e ainda iria levar meio século para acabar. =x
Rachei de ri do final "baiacu venenoso"
kkkk'

bjus flor ;*

Blog da Fatima disse...

Virgi..Rê..
Só de ler isso daí me deu uma canseira!!! rsrsrs
Prefiro morrer sem usufruir desses parazeres do que me preocupar com isso.

E para de ser hipocondriaca guriazinha!!! Tu é linda e saudável...Toma cuidado com a lei da atração. Pensamentos ruins atraem coisas ruins. Lembre-se de sempre estar em harmonia, em sintonia com coisas boas tá????

Bjos no ♥

Juliano disse...

É o que você mesmo disse, eles fazem de tudo para vender, te garanto que quem escreveu também não fez a metade do que disse. Mas com certeza nos deixam querendo.

No fim nem fui no Shopping aquele dia Rê, por causa do temporal que deu no dia 19. =/

Beijoooos Rê.!

DESASSOSSEGADA disse...

Iii esta coisa de lista nao da certo comigo.
1º pq eu vou botar tanta coisa la que nem o ser mais calmo do mundo conseguira ler.
2º depois da lista pronta nao vou ler.
3º Não vou ler pq odeio seguir regras.
4º Não Sigo regras pq geralmente nao tenho grana pra seguir tudo q esta na moda como viajar pra não sei aonde e conhecer monumento tal.
5º Quem me garante q a morte vai esperar eu cumprir tudo o que ta la?

Eu nem pergunto mais se chove mas se sentir mau cheiro eu sempre pergunto quem peidou rsrsr é fato.

bjos

MULHER BÁSICA disse...

HAUHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUHAUAHUAHUAHUHAUHAUHAUAAA...eu nunca li nenhum desses livros... rsrs...e acredito q não vou ler...rsrs
Bjão

DESASSOSSEGADA disse...

Chamo de cancer pq é um cancer srsrsrs

nao operei pq o medico achou que eu estava gravida pra piorar a situação.
Nao tenho data marcada ainda.

Desabafando disse...

Adoro suas reflexões e concordo com o que vc escreveu. Eu sou uma pessoa paranóica com listas...se eu faço uma lista de pendências, eu tenho que terminar tudo que está nela pra ter sossego, então por aí vc imagina que não seria uma boa idéia me dar um livro desses de presente né? rsrsrs....primeiro porque eu ficaria frustrada e achando que minha vida é um lixo, e segundo porque não teria como realizar nada disso.

E concordo com o Juliano, acho que quem escreve esse tipo de livro dificilmente fez tudo que escreveu então faz um apanhado de boas e maravilhosas idéias pra fazer um monte de gente acreditar que se vc fizer tudo aquilo vc será feliz...rsrsrs...

Ah, e vc quer a receita do suflê? se quiser eu te mando, só não sei como! rsrs...

Eu sou o GOOGLE disse...

BEM ISSO RÊ. É O QUE NÃO FALTAM SÃO IDÉIAS IDIOTAS E PESSOAS MAIS IDIOTAS PARA CONSUMI-LAS. EXATO O QUE TU DISSE: QUEM SÃO OS AUTORES DESTAS BOSTAS PARA ME DIZER COMO VOU USAR MEU TEMPO ANTES DE MORRER, QUEM? QUEM?

MAS É BEM CAPAZ!!!

RIDICULO, PARABENIZO A AMIGA POR TÃO PECULIAR EXPRESSÃO E NOTORIEDADE EM SUA BEM OBSERVADA CRÍTICA, E TAMBÉM POR NOSSO CABELOS SEREM PARENTES NO MUNDO DOS CABELOS DE AUSHIWITZ ( É ASSIM QUE ESCREVE? QUEM SE IMPORTA?)

HAHAHAHAHA

BJOS E NÃO SEI FAZER SUFLE DE QUEIJO

leticiamdo disse...

haushuashus
Concordo plemamente, este tipo de livro é só pra causar angústia nas pessoas...
é impossível fazer tudo aquilo O.o
Bjuss

cronicasurbanas disse...

Miniiina, e não é que eu tinha começado um post justamente sobre isso, depois de dar de presente o livro sobre os discos que você deve ouvir antes de morrer? Transmimento de pensação!!! :-) Mas ainda não terminei o texto, falta uns detalhezinhos. Depois te conto. bjs! Mônica

Romacof disse...

Rê! Faça uma lista dos cem blogs que você deve visitar e "baixar o rebenque" antes do momento mágico! Agora vai ser aquela expectativa...! Bom texto! Parabéns!

Gabriela Castro disse...

Esses dias me disseram que eu não podia morrer sem ler "Cem anos de solidão". Realmente as pessoas colocam coisas obrigatórias a serem feitas. Detesto regras!
beijos

Luna Sanchez disse...

Ai, ai...só essa guria, mesmo. Rs

Rê, ainda sou mais aquela de "escrever um livro, plantar uma árvore e ter um filho"

Essas, farei, com certeza.

Beijos, bom fds.

ℓυηα

Rachel Chagas disse...

É por essas e por outras que eu aproveito ao máximo quando tenho tempo a minha disposição, pego a minha bicicletinha coitada, e parto pra praia. É prazeroso, estimulante, emagrece, o dia lindo é perfeito e o melhor, tudo de graça!
Alguém pode me dizer se tem coisa melhor?! Se anter de partir as pessoas fizerem isso pelo menos uma vez, acho que já podem ir felizes (mas sem preeeessa... uhauhauahuah)!!

Beijão, Rê!

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

O nosso blog está concorrendo a esse prêmio:

''Parabéns!!! Seu blog está concorrendo ao The Best GB 2009. São 10 blogs participantes. Destes, os 3 blogs com maior quantidade de votos, serão premiados com o Troféu The Best GB 2009. A votação encontra-se na página principal da Gazeta dos Blogueiros e se encerra em 1 semana. Faça a sua campanha! Boa sorte!

Gazeta dos Blogueiros ''



Queridos amigos,



Já que estamos concorrendo a esse prêmio, gostaríamos muito da sua participação votando na gente. Sempre é um prazer fazer parte de qualquer tipo de interação onde o prêmio é o reconhecimento daquilo que fazemos com amor.



Pra votar:

http://www.gazetadosblogueiros.com/


-

Luciana Klopper disse...

Vc é das minhas rsrsrsrsr

Diário de Solteiras disse...

E tem gente que ainda ecreve esse tipo de livro, FATO!
Coisa chata, :S
Beijocas gata, ;*
Amamos seu blog, tu sabe, né?!

Páginas da minha vida disse...

olha, eu tb jamais entendi esses tipos de textos.porque vamos supor que dizemos aos outros que amamos,que faremos um monte de bobagens...e no dia seguinte?vc ainda não morreu! vai ter que arcar com as consequencias. e na maioria das vezes, ainda vai se passar por babaca ( dependendo as vontades).

antes de morrer tenho vontade de mandar todo mundo pra aquele lugar,de dar uma cassetada em alguns,matar outros...é uma vontade, louca,mas os textos não costumam dizer que temos que fazer o que der na telha?

aí faço e não morro, e ainda acabo por terminar a minha vida de mal com todos e presa, né? kkkkkkkkk
ridículos...

bom final de semana,

bjs

Sà-lamandra disse...

Ahhh... eu ainda queria entender o porque gente comprar essas coisas sem conteúdo pra ler, melhor ir no jornaleiro ler gibi. Eu acredito que há mesmo uma certa preguiça/resistência a se somar conhecimento, a se buscar reflexão, a se fazer pensar, daí se compra disso e por isso as editoras gastam papel com isso pra gasnhar dinheiro.
Uma coisa eu acho bem interessante, é o valor que as pessoas dão ao autor do livros, como se aquele que publica algo tem qualidade e tem tanto paranóico delirante achando que tem qualidade pra jogar na cara da gente, pagando edição, e o povo achando que escreveu, é verdade. Hoje até site na internet é referência de pesquisa, a coisa num pode ser assim não, vira feira, num é a toa que se cola e copia bosta da internet, pois nem trabalho para pesquisar se faz. Muito trabalho científico, pesquisa se acha por aqui, basta ter conhecimento para identificar.
Beijos

Fernanda disse...

Ai que saudades do seu blog.. seus textos sao sempre otimos...

Arthur Golgo Lucas disse...

Pôs zólha...

Estou com 41 anos, ainda não plantei uma árvore, não escrevi um livro, não tive um filho. Esse tipo de lista me incomoda um pouco, sim, mas acho que estou no caminho certo: ao invés de "usufruir da segurança" que a estabilidade no serviço público me traz, eu decidi chutar tudo pra escanteio, me demitir, me mudar para a beira da praia e ir plantar mexilhão com um sócio hippie. Por quê? Por que "ser feliz" está bem no alto da minha lista e no serviço que eu estou (até janeiro com certeza, no máximo até junho de 2010) eu não estou feliz.

Esse tipo de lista pode ser muito útil, desde que a gente tenha a consciência de que a lista deve ser personalizada. Para mim faz sentido plantar duas árvores, escrever dois livros, ter dois filhos. (Só espero não ter que casar duas vezes para fazer isso tudo.) :P Mas para outras pessoas isso não faz o menor sentido, e está bem para elas.

Eu já rompi um relacionamento porque a mulher com quem eu estava não queria ter filhos. Certo, fique ela feliz lá sem filhos e eu aqui livre em busca de quem queira formar uma família, cada um com seus objetivos.

Não existe uma fórmula boa para todo mundo. A não ser, talvez, fazer cada um a sua lista. :)

Duanny!. disse...

SHAUAHAUAHAUS..
pior que é verdade.. esse tipo de livro me deixa mal.

Podiam ter um do tipo: 100 coisas para fazer antes de ficar sobrea!

tenho 16 anos, e esse seria a minha Bilbia.
HAUAHAUAHAUSHU quemvepensa.

tava com saudade do seu blog, adoro tudo por aqui! ;D

On The Rocks disse...

o 1.001 discos para você ouvir antes de morrer é bacana.

bj

Mågø Mër£Îm disse...

Ainda num da pra eu custear pra fazer tudo que eu quero antes do meu mundo acabar, logo, preciso trabalhar rs

Luh* disse...

Nóssa seria impossivel fazer tudo q queroe é bom saber disso! srrsrsrsrsr
beijos

Yuuko disse...

cara e cda livro memso ultimamente q vc fica depressivo mano huasuhauh

Jou Jou Balangandã disse...

Rê, é angustiante mesmo. Um mané consegue um patrocínio, sai por aí fazendo um tanto de coisas que ele considera legais, e depois escreve um livro, como se todo o mundo tivesse disposição, tempo, dinheiro e INTERESSE de passar por tudo que ele passou. Cada um é cada um. E cabe somente a mim definir as minhas prioridades. Vou escrever um livro desses. Só que não vou publicar, pq as minhas prioridades não tem que ser necessariamente as mesmas do meu vizinho.

Bjos