quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Um Bom Ano

Esses dias, em uma tarde de ócio, olhei esse filme.



Já andei olhando alguns comentários pela net que os atores são fracos e bla bla bla, mas não vou me restringir a esse pequeno detalhe, até porque nao sou aprendiz de Wolf Maya. O filme nao é assim "nossa, q maravilha", "que magnitude", se vcs esperam algo chocante e que tranforme suas vidas, vão olhar lista de schindler ou algo que o valha, néam.

Gostei do filme, da trilha sonora e da historia simples e romantizada, exceto por algumas cenas sem graça, mas o conteudo vale a pena.

Não vou contar inicio, meio e fim.... mas vou comentar o que eu tirei do filme pra mim:

* As vezes a gente fica tão limitado em volta do nosso mundinho que esquecemos que não estamos sozinhos. Temos familia e amigos que precisam constantemente da nossa presença, é aquela dedicação que com o ritmo do dia-dia se vai por entre os dedos e é amenizada por um telefonema sem sal ou até mesmo um e-mail clichê e para alguns, basta uma msg qualquer pra informar pra fulano ou beltrano que está vivo.

*  As vezes a gente deixa de conviver com determinada pessoa, porque nao tem tempo, porq tem q gastar com gasolina até o encontro dela, porq é o estacionamento, é o que vão comer, é o que vão fazer... enfim... esquecendo que muitas vezes num surto de impulsividade gasta-se os tubos consigo mesma e no final, tem que abdicar de fazer um monte de coisa que gostaria de fazer como um programa com amiga que vem de longe ou levar algum parente em determinado lugar porq os dinheiros do mês já se foram e nao há espaço pra dividir o que sobrou com alguém que vc gosta e que quer bem. Egoismo

* A sociedade impõe que tudo que é luxo, grandioso, caro e bonito aos olhos, é o que basta pra que o homo sapiens seja feliz. Esquecendo que a simplicidade de pequenas coisas e a vida pessoal tremendamente resolvida é melhor do que ter conta cheia, ser cercado de gente falsa, parentes distantes e acompanhado por uma solidão que te persegue durante a noite.

Sei que tem gente que vai ler isso aqui e vai locar o filme, e quando for ver, nao vai entender nada do que escrevi. Explico, eu viajo nos filmes, eu vou além. O meu cérebro acho que nem Freud entenderia. 

23 comentários:

pequena disse...

Flor obrigada pela força viu? To de volta e já tem post novo lá no blog!

bjim!

Dri Andrade disse...

RS..É EU TBM SOU ASSIM, TENTO DEPURAR TUDO, GOSTO DE VER FILMES E TIRAR ALGUMA COISA DELES.
sOBRE SE RELACIONAR, É SIM, MUITO IMPORTANTE QUE HÁJA ALGUM ESFORÇO DE NOSSA PARTE PARA QUE AS COISAS ANDEM NO CURSO CERTO.

BEIJOQUINHAS

Luna Sanchez disse...

Tá pra mim, então, Rê : costumo gostar das coisas que a maioria não gosta.

Vou anotar a dica. ;)

Beijos.

ℓυηα

Eu sou o GOOGLE disse...

Hellooooooooooooo
faz tempinho vi esse filme, porque essas histórias de so ver filme cult me apurrinha os pacovás, acho idiota menosprezar filmes leves,ou de terror, ou suspense, ou todas classes. Se o filme é bom, sigo minha máxima...que seja bom na sua "catigoria". Como música.

Esse filme é legal, tem liçoes sim, apesar de dificil aplicação, mas tem, e os atores não sao fracos, até porque o Russel Crowe não tem nada de fraco, alias e um dos mehores da geraÇao quarentão.

E sim, concordo, nossa vida é tao corrida, estamos desatentos aquilo que vale mesmo, nossas paixoes e amores, seja lá sua forma de apresentaçao

bjocas Reeee

Thais disse...

eu ainda nao vi o filme, mas acho que vou gostar pq adoro esses tipos de filme. Qtoa atuaçao dos atores, nao acho que importe muito, pq passo o filme todo antenada para ler ou entender a dublagem em italiano e qto a isso nao vou estar nem atenta, mas gostei da dica e obrigada pela visitinha. beijos

Eraldo Paulino disse...

Bom... confesso que fiquei morrendo de curiosidade.

Vou ver e depois conto o que achei, tá?

Bjs!

DESASSOSSEGADA disse...

É fiquei um tanto quanto curiosa, eu tbm viajo km com filmes.

E se for discutir com alguem sobre determinada cena o que eu imaginei "entendi" sempre é diferente dos demais.

bjos

pequena disse...

Já tô no meu cantinho sim amiga e é tão bom...
Não tenho mágoas profundas dele, apenas precisava recuperar meu espaço, minha individualidade e seguir com meus planos.
A gente continua amigo e se falando, nem sei como tudo vai ficar daqui pra frente, mas precisava desse tempo rsss

cronicasurbanas disse...

O legal é exatamente que cada um vê alguma coisa diferente nos filmes, né? Na verdade, o livro em que o filme se baseia é bem mais simples - e é uma delícia. Se você nunca leu nada do Peter Mayle, eu recomendo tanto 'A Good Year' como 'A Year in Provence'. São leves e muito divertidos.
Eu vi o filme e me diverti bastante. E ainda tem a Marion Cotillard antes de virar Piaf...
bjk
Mônica
@madamemon

Ana Banana disse...

Isso que você escreveu é uma verdade, como não vi o filme não sei dizer se é viagem ou não. Em todo caso vou assistir porque atiçou minha curiosidade.

Beijos

Páginas Da Minha Vida disse...

Com tantas lições que você tirou deste filme, me deixou curiosa para assistí-lo :D

bjs

*Mi§§ §impatia* disse...

Eu já vi esse filme e adorei......tb tirei dele aprendizados parecidos com os seus.....
Beijos.

Dea アンドレア disse...

Esse eo ainda não vi
Valeu a dica Re!!
bjs

Tati disse...

Oi Rê!!!
Adorei o novo post. Vou ter que ver o filme e depois comento com vc.
Vc escreve super bem,sabia?? Adoro ler seu blog...
Beijos,
Tati
http://comoagarrarummarido.blogspot.com

Desabafando disse...

Não vi esse filme mas confesso que fiquei curiosa, anotei e vou procurar sim..rsrsrs...
mas infelizmente vivemos sim numa sociedade que nos consome demais em termos de tempo e energia, precisamos ser bem sucedidos, correr, e acabamos esquecendo das coisas simples e que são essenciais...ter tempo para amigos, ter tempo pra viver, pra aproveitar, pra sentir.

On The Rocks disse...

tenho pensado nesses detalhes ultimamente...

bacana.

bj

pequena disse...

BOM DIM DE SEMANA RÊ!
XERO

La Sorcière disse...

Oi Rê!
Não assisti ao filme, mas pelo jeito, depois de tudo o que vc refletiu, é obrigatório assistir, né??
Bjks
Alê

Afrodite disse...

Eu já vi e gostei do filme.Achei as suas observações ótimas!
Passei pra contar que vou fechar meu blog da Accácia,e só vou escrever por aqui!
Se quiser passa lá e toma um café comigo!
Já te linkei pr lá!
Um beijo

JaNine disse...

A felicidade realmente está nas pequenas coisas.

Bjus!

Duanny!. disse...

hauahaushsua!
não vi esse filme, não.
Mas, quem sabe eu não assista, né? fiquei curiosa.
=)

Eraldo Paulino disse...

Ah, mas o filme é bom mesmo. Digno dos grandes filmes que Crowe tem feito desde "O Gladiador".

Bjs!

Rachel Chagas disse...

Ainda não assisti a esse filme, mas gostei da sugestão!

Gostaria de deixar aqui também a sugestão do filme "Uma prova de amor" ou 'Prova de amor', não é romance, é uma drama, mas muito linda a história, espero que goste caso resolva assistir!

Beijão e desculpa a demora pra passar por aqui de novo!