domingo, 8 de novembro de 2015

Gravidez

Fechei 11 semanas de gestação, e ainda não consegui parar para escrever sobre o assunto. Minha menstruação sempre foi desregulada, e depois que parei de tomar a pílula, a querida demorou 8 meses para descer, e desde então sempre falhava uns 2, 3 meses e descia. Em junho deste ano, minha amiga que mora em Houston se descobriu grávida, foi uma felicidade por ela, e ao mesmo tempo, fiquei pensando que no meu caso, iria demorar pra engravidar já que eu não ovulo todo mês.

Então, resolvi fazer aqueles exames para saber se estava tudo ok para engravidar. É tanto exame que já nem me lembro mais de quantas ecos e consultas fiz. Chato pra caralhoApós o ok dos exames e a gineco informar que não havia nada de anormal clinicamente e que talvez meu corpo estivesse se acostumando com a ausência dos hormônios da pílula, comecei a tomar Dtn-Fol, cuidar da alimentação, fazer exercícios com mais afinco pois ajuda a regularizar os hormônios e blablabla.

Nesse período, entrei em férias, tomei porre de vinho na praia, voltei das férias, e me via olhando sites de gravidez, instagram de quartos de bebês, e no meu aniversário fiz uma muvuca em casa com direito a litros de clericot... e além disso, eu não conseguia nem terminar a série de agachamentos com peso ridículo, daí já estava achando que a minha anemia de família estava me prejudicando, porque me sentia uma tartaruga ofegante no deserto.

Até que no final de setembro, recebemos a notícia no escritório de que uma colega se descobriu grávida com 7 meses. Achei que isso só existia no Discovery Home & Health. E então, como minha menstruação tinha falhado nesse mês, resolvi passar na farmácia pra comprar um teste de gravidez que tava em promoção. Quando cheguei em casa, meu marido estava tomando banho, e resolvi ir no outro banheiro pois a ansiedade estava honrando o seu nome de mal do século. 

Fiz xixi naquele negócio, e fiquei um tempo ali parada. Joguei pro lado porque não apontava nenhuma cor, e resolvi ir na cozinha tomar alguma coisa, voltei e tinha somente um traço, e estava começando a aparecer um outro traço bem fraquinho... segundos depois, havia duas linhas mais rosas que olhos de coelho. 

Falei pra marido, e toda aquela função de alegria e mimimi, mas por dentro, queria fazer pra ontem o exame de sangue. No outro dia de manhã corri pro laboratório, e fiquei dando F5 no site a cada minuto pra ver o resultado. E então, "se o objetivo deste exame é o diagnóstico de gravidez, o resultado acima deve ser interpretado como POSITIVO". 

Desde antes de saber que estava grávida, eu me sentia estranha. Sempre fui de receber amigos e encher a cara, estar sempre disposta pra qualquer convite, e happys. Além disso, se a gente não tinha nada programado pra fazer, eu e marido, sempre inventávamos alguma janta, algum drink, ficávamos até altas horas nos finais de semana vendo algum filme, e etc... no entanto, eu já não sentia mais ânimo pra isso e muito menos de beber. Cerveja, eu não podia nem ver pela frente. E qualquer bebidinha, uma taça já me bastava. E o sono, era e é algo sobrenatural. E a dor nos seios e o inchaço, me remetiam a ideia de Cicciolina, mas eu achava que todo esse conjunto de fatores era anemia + TPM. Só que não.

Ainda estou me acostumando com o fato de estar grávida, claro que estou muito feliz. Mas falo isso pelas mudanças que estou tendo, e pelas mudanças que há de vir. Por enquanto, não estou vendo nada de flores do tipo "que maravilhoso", "que pele linda e iluminada", "que grávida maravilhosa", até porque nem tenho barriga ainda, o que me deixa em choque algumas grávidas pra lá de efusivas, ou eu, que ainda não estou nesse clima todo. 


















2 comentários:

Bella disse...

Parabeeeeeens pela gravidez! Que linda noticia! Estou ansiosa para acompanhar seus relatos! ( escreves maravilhosamente bem!) Beijo

Rachel disse...

Menina, bem que eu desconfiei, vi uma foto sua dia desses (no Facebook, Instagram, não sei mais...) que não sei, "te achei grávida"... como não tinha certeza, acabei deixando passar...
E quanto a não estar "nesse clima todo", acho que você não é obrigada! Cada um tem seu momento, só que não é todo mundo que tem coragem de dizer as verdades da gravidez, ou estereotipam demais, ou fazem de tudo a mais bela perfeição.
Gosto de você pela sua autenticidade... Parabéns por esse momento que de fato deve ser único! E fico feliz por te acompanhar a cada etapa de sua vida! Beijos!